.




Copyright © 2000/2002 - Pesquisa, Texto e Acervo de Fotos: Evangê Costa - Todos os Direitos Reservados.
 Extraído do Livro ''O Caminho das Pedras - A Saga do Pessoal do Ceará''
website oficial
website oficial

CABOCLO SONHADOR
Gravadora:
BMG (Nº 150.0032 e CD Nº V130.108)
Lançamento: 1994 (LP/CD)

 

Cavaleiro da Noite (Alcymar Monteiro)
Lembrança de Um Beijo (Accioly Neto)
Caboclo Sonhador (Maciel Melo)
Nos Tempos de Menino (Maciel Melo),
Minha Vidinha
(Antônio Barros e Ceceu),
Falsa Folia
(Dominguinhos e Nando Cordel),
Baião da Garoa
(Luiz Gonzaga e Hervê Cordovil)
Fan Ran Fun Fan
(Lauro Maia),
Estrela Guia
(Assisão)
É Proibido Cochilar/Forró Desarmado/Forró Número 1
(Antônio Barros)
Casamento da Raposa
(Gerson Filho).

 

        Em maio de 1994 Raimundo lançou o 18º disco de sua carreira. Em ''CABOCLO SONHADOR'' (1994, BMG, Nº 150.0032 e CD Nº V130.108 - lançado também nos Estados Unidos com o Nº 7432120943-2) o próprio Fagner escolheu o forró como linha melódica para o disco e repetiu a dose de não gravar nenhuma música de sua autoria, deixando as 11 faixas que compõe o álbum para os verdadeiros mestres do estilo como Alcymar Monteiro, Accioly Neto, Antônio Barros, Luiz Gonzaga, Assisão e Gerson Filho. Fagner deu um salto e tanto: saiu do banquinho e do violão para a sanfona e a zabumba. Aí, sim, nadou na praia que é sua.
        Produzindo por Robertinho de Recife e co-produção do próprio Fagner participaram da gravação os músicos Luiz Antônio, Jamil Joanes, Téo Lima, Oswaldinho do Acordeon, Sivuca, Dominguinhos, Manassés, Ari, Durval da Zabumba, Mingo, Jorjão, Fernando Pereira, além, é claro, de Robertinho de Recife.
        Estão no disco as seguintes músicas: Cavaleiro da Noite (Alcymar Monteiro), Lembrança de Um Beijo (Accioly Neto), Caboclo Sonhador (Maciel Melo), Nos Tempos de Menino (Maciel Melo), Minha Vidinha (Antônio Barros e Ceceu), Falsa Folia (Dominguinhos e Nando Cordel), Baião da Garoa (Luiz Gonzaga e Hervê Cordovil) Fan Ran Fun Fan (Lauro Maia), Estrela Guia (Assisão), o pot-pourri com É Proibido Cochilar/Forró Desarmado/Forró Número 1 (Antônio Barros) com a participação de Marinês, e a instrumental Casamento da Raposa (Gerson Filho).

        ''Foi muito fácil e gostoso fazer o 'CABOCLO SONHADOR'. Procuramos escolher as pessoas certas. Poucas pessoas, porque a música é muito simples. Foram as pessoas ideais para este trabalho. Foi o Téo na bateria, o Jamil no contrabaixo, o Robertinho com o Luiz Antônio tiveram um papel importante, principalmente o Robertinho que foi arranjador e trabalhou a idéia do disco, comigo, mais intensamente. Esse menino, o Luiz Antônio, teve uma participação muito boa como arranjador. Depois o Dominguinhos, o Oswaldinho, o Sivuca também que participou de duas faixas. Pegamos os violeiros. Quer dizer foi tudo num clima muito família, muito íntimo, muito ligado ao Nordeste. Rolou uma energia nordestina muito forte, e todos eles ficaram muito soltos. Então foi um disco gostoso de fazer e conseqüentemente é mais gostoso de cantar, o show cresce, os arranjos vão se modificando durante o tempo que vai se fazendo show. Então é uma coisa boa que rende.
        O disco foi lançado dia 10 de junho em São Paulo e no dia 12 no Rio com grandes shows, uma concentração de mais de cem mil pessoas. A banda estava justinha, o show estava muito bonito. A princípio, só foram estes shows de lançamento do disco. Depois teve a força muito grande da gravadora e a explosão da música nas rádios, em tempo recorde, pegou a gente de surpresa, porque uma coisa regional é sempre mais questionada.
        Ainda é muito grande a resistência à música nordestina na grande mídia do sul do País. E é claro, porque você invade o mercado dos outros. A resistência é total. Com o sotaque. Agora, um trabalho bem feito é irresistível. Você vê a proporção qu assumiu uma lambada, a música sertaneja, a música baiana. Porque quando você tem propósito, tem consciência de trabalho, aí ninguém resiste. A resistência tem que ter, mas tem que ter a competência para enfrentar essa resistência. Não somente a resistência a nível de mercado, mas a nível de preconceito também. Isso já diminuiu muito. Claro que ainda existe. Mas já diminuiu bastante. Essa descoberta dos nossos valores, da cultura brasileira de todos os cantos, isso e uma coisa que está unindo o Brasil em termos de sentimento. E não é um preconceitozinho que vai destruir um trabalho bem feito. Agora, se o trabalho é mal feito sim, o preconceito é fácil de se criado, né?
        Esse disco é uma homenagem aos autores, a esses músicos, e eu tenho certeza de que eles estão muito felizes com isso. O que interessa quando você faz é atingir os objetivos. Ou seja, mostrar o sentimento disso aí. Não é tentativa de entrar no mercado, porque eu já estou no mercado, eu sou do mercado, eu já sou do ramo. Então não é tentativa de entrar no mercado, é mais como homenagem. Eu sou um porta-voz nordestino que tem que chegar em outras fronteiras, então a minha voz é mais fácil de chegar em outros lugares. Eu estou me colocando a serviço da música nordestina para poder divulgar mais a nossa música nesse momento em que existem movimentos por aqui.''

                                                                  * * * *

        No dia 6 de julho de 1994 a TV Manchete exibiu o programa ''Especial Musical - Caboclo Sonhador'', gravado no dia 12 de junho na Enseada do Botafogo, no Rio de Janeiro, mostrando alguns dos seus grandes sucessos como Canteiros e Revelação, e as mais algumas músicas do disco homônimo como Cavaleiro da Noite, Lembrança de Um Beijo, Nos Tempos de Menino, Minha Vidinha, Falsa Folia, Baião da Garoa, Fan Ran Fun Fan e Casamento da Raposa, além da interpretação de Gostoso Demais, música de Dominguinhos e Nando Cordel, e inédita no seu repertório. A produção ficou com Cyntia de Holanda e a direção com José Carlos Sodré.

_______________
.    Accioly Neto foi quem gravou primeiro Lembrança de Um Beijo em 1993 (Rede Brasil, Nº MT10.053). Em 1994, além de Fagner, o cantor e compositor Flávio José gravou a mesma música no disco ''NORDESTINO LUTADOR'' (LBC, Nº 000.002). Em 1991 o compositor Alcymar Monteiro fez sua leitura particular para Cavaleiro da Noite ou Cavaleiro Alado no disco ''O REI DO FORRÓ'' (Continental, Nº 173.405.024). Fan Ran Fun Fan foi lançada originalmente em 1943 pelo conjunto vocal 4 Ases e 1 Coringa e mereceu um resgate na voz de César Barreto no disco em homenagem a Lauro Maia em 1993.

DISCOGRAFIA