.




Copyright © 2000/2002 - Pesquisa, Texto e Acervo de Fotos: Evangê Costa - Todos os Direitos Reservados.
 Extraído do Livro ''O Caminho das Pedras - A Saga do Pessoal do Ceará''
website oficial
website oficial

1949
- 13 de Outubro. Nasce o cearense Raimundo Fagner Cândido Lopes, quinta-feira, às 12h30m. Filho de José Fares Lopes e Francisca Cândido Lopes.

- 27 de Dezembro. É batizado às 17:00h na Igreja do Carmo, em Fortaleza, Ceará.


1955
- aos seis anos de idade participa do ''Concurso em Homenagem ao Dia das Mães'', no programa de auditório da Ceará Rádio Clube, em Fortaleza. Cantando Minha Mãezinha Querida, ganha como prêmio de Melhor Intérprete uma caixa de Sabão Pavão e mil réis.


1968
- 1 de Dezembro/68. Participa do IV Festival de Música Popular do Ceará, promovido pela Secretaria de Cultura do Estado. Conquista o primeiro lugar cantando Nada Sou, composição sua em parceria com Marcus Francisco.

- 12 de Dezembro/68. Participa do I Festival de Música Popular do Ceará - Aqui no Canto com a música Luzia do Algodão, interpretada por Ana Tércia e registrada em disco pela musicista Izaíra Silvino.


1969
- A geração dos anos sessenta que perseguia com afinco o caminho do sucesso via festivais, se enturma com a televisão. Os programas "Porque Hoje é Sábado" e "Gente que a Gente Gosta", de Gonzaga Vasconcelos e "Show do Mercantil", de Augusto Borges apresentados na TV Ceará Canal 2 no início dos anos setenta, abre espaço, desinibe, expõe e reafirma o talento dos "grandes" nomes do canto cearense. No pequeno auditório da TV Ceará Raimundo Fagner, Ricardo Bezerra, Ribamar, Rodger Rogério, Ednardo, Belchior, Jorge Mello, Petrúcio Maia e muitos outros, amadurecem e lapidam suas criações, na certeza de que Fortaleza já se tornara muito pequena para eles e que era preciso sair pelo mundo.

- Depois do resultado do I Festival de Música Popular do Ceará - Aqui no Canto, Raimundo Fagner e a turma do Capela Cistina (grupo de música e teatro tendo à frente Cláudio Pereira) fazem uma excursão a Buenos Aires, na Argentina. Foram de ônibus. Tempo de estrada: 45 dias.

1970
- Raimundo Fagner muda-se para Brasília para estudar Arquitetura.

1971
- 6 de Junho/71. Participa do Festival de Música Jovem, promovido pelo CEUB recebendo os prêmios de primeiro lugar com a música Mucuripe (em parceria com Belchior), sexto lugar com Manera Fru Fru, Manera (em parceria com Ricardo Bezerra), e ainda prêmio especial do júri (hour-concours) com Cavalo Ferro (em parceria com Ricardo Bezerra), além dos prêmios de Melhor Intérprete e Melhor Arranjo.
- Raimundo Fagner muda-se para o Rio de Janeiro.

1971
- Vai para São Paulo.

- Novembro/71. Lança o primeiro compacto simples em parceria com Wilson Cirino - pela gravadora RGE - com as músicas A Nova Conquista (Fagner e Ricardo Bezerra) e Copa Luz (Cirino e Sérgio Costa), produzido por Nestor e Antonieta Bérgamo.

 

Capela Cistina   

Festival 1971

Fagner e Cirino   

próxima